<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5329291\x26blogName\x3dNo+Surprises\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://nosurprise.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://nosurprise.blogspot.com/\x26vt\x3d-7886794234534277740', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>


domingo, fevereiro 27, 2005
Ah, e muito obrigado por me ajudar a mudar, brigado mesmo.

Filmitos

Pois é, agora eu tenho um amigo que passa filmes de dvd pra cd, que roda no pc.
Então eu decidi pegar dois filminhos pra ele fazer essa mágica pra mim.
Peguei os dois filminhos mais lindos do mundo, claro.

Primeiro: Encontros e desencontros (Lost in translation). Já escrevi sobre este antes, então vou deixar a descrição pra lá. Mas que fique claro que é o filminho mais bonitinho e cute do mundo inteiro.

Segundo: Brilho eterno de uma mente sem lembranças (Eternal sunshine of a spotless mind). O filme te deixa sem ar só de se pronunciar seu nome, então é um filme realmente lindo. Jim Carrey deixa de ser ator criancinha e bobalhão pra ser um dos personagens mais legais de história. Tirando o fato de que ele, o personagem, parece muito, não fisicamente, comigo, o filme narra a instabilidade do amor e como o amor conspira para fazer duas pessoas ficarem juntas. Simplesmente o máximo.

Bem, sobre os pedidos de cópias, um de cada vez em fila indiana, ok?

She's insane

"She's unstoppable,
unpredictable"

And she's deleted the Abscesso.
She's crazy, isn't she?
domingo, fevereiro 13, 2005

Sobre o que eu poderia ter sido

Eu poderia ter sido moleque safado, aquele que brinca, grita, corre, rouba doces e repete na escola. Aquele que é amigo de todos, mas amigo de ninguém.
Eu poderia ter sido menino cristão, com responsabilidades sociais, que anda com camisas comportadas, que dá pão pra mendigo. Poderia ter sido um cara de bem.
Eu poderia ter sido garoto do samba, que vai ao bar com o pai, pra tocar pandeiro e cantar fora do tom, pra ver o álcool vibrando nas veias dos vizinhos.
Eu poderia ter sido cara briguento, aquele que arranja motivo pra se meter em uma briga, que usa todo seu intelecto pra arranjar motivos e golpes novos. Aquele que tem quilos de músculos, mas nada na cabeça.
Eu poderia ter sido aquele nerd do canto da sala, que come cola e papel, que lê até doer a cabeça e que nunca pára de jogar video-game. Aquele que todos odeiam, que repele todos os seres vivos que estão no raio de visão.
Eu poderia ter sido aquele tímido de óculos, que tem três ou quatro amigos, que quando tem que falar com uma garota, treme, e quando tem que ter coragem, teme.
Eu poderia ter sido roqueirinho, que vai em todos os shows se embebedar. Aquele que se dá bem com as garotas e com todo mundo, mas quando se vê é louco e esconde garrafas no armário.
Eu poderia ter sido tudo o que você quer, tudo que você quis ou imaginou em alguém. Aquele sujeito amável, doce, bem humorado, tímido e extrovertido nas horas certas, que te acompanha pro museu ou pra uma festa.
Mas o que escolhi ser foi isso, um coringa. Tenho de tudo um pouco, pouco mais de um, pouco menos do outro. E é nessa confusão de personalidades que eu me perco e que você se perde. Giro, fico tonto, sem um Norte.
Eu poderia ter sido...Você.
terça-feira, fevereiro 01, 2005

On vacation

Estou tirando umas férias daqui.
Minha vida não é muito interessante nas férias, sabe cumé.
Estou vivo lá no Power, então dêem uma olhada por lá de vez em quando.

Volto qualquer dia desses com uma novidade quentinha.
E não quero ver apurrinhação, ok?