<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5329291\x26blogName\x3dNo+Surprises\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://nosurprise.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://nosurprise.blogspot.com/\x26vt\x3d-7886794234534277740', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>


domingo, março 28, 2004
<estorinhasemnoção>

Decidi escrever essa carta. É realmente difícil escrever para quem nunca me comuniquei antes. Meus olhos pesam mas não conseguiria dormir sem por um fim nisso.
Fiquei sabendo de você, 3. Seu ladrão de bancos, maldito. Não soube aproveitar tudo o que eu te dei. Todo o qi de 180 e toda a força muscular jogada fora. Mas acredito que depois dessa carta sua vida tomará outro rumo.
Dois, você é impressionante. Você sim foi digno dessa experiência. Soube usar sua capacidade persuasiva perfeitamente. Soube que seu plano de governo é impecável, senhor presidente!
Tenho pena do 4. Foi a melhor e pior criação. Foi muita inteligência para uma criação só. Soube que ele saltou, lá do décimo primeiro.
Ah, perdoem meus modos. Nunca fui muito educado. Sou seu criador, o cientista Alpha. Vocês ao menos me conheceram, para que a experiência fosse completa.
Sinto ter que destruir nosso criador, o acelerador genético. Isso, também fiz parte da experiência. E logo depois percebi que alguém com a capacidade de alterar os genes deste jeito poderia fazer o que quisesse. Sou o criador e a criatura.
Também percebi que se alguém percebesse algo sobre a experiência poderia recriar o acelerador. Pro isso o destruo, junto com minha própria casa e laboratório, e me destruo junto também.
Essa carta também vai às autoridades, para que elas os caçem, para que não haja indícios de experiência. Sei que isso não é muito confiável, mas se não podemos confiar nas autoridades, em quem confiaremos?

</estorinhasemnoção>
sábado, março 27, 2004
"Whenigoforwardsdrawkcaboguoy.
And somewhere we will meet."


Where?
É, é difícil de eu desistir de certas coisas.
Por exemplo?
Escrever um texto de 35 linhas e o blogger apagar tudiiiiinho.
Mas eu tento de novo, liga não.

Desta vez use, ctrl+c e ctrl+v, sim?
C'est ne pas possible!
Ninguém online no icq!
Loucura, loucura, loucura!
domingo, março 14, 2004
"Meu amigo,
você não foi o primeiro,
muito menos o último homem
de quem ela destrói o coração.

Bem vindo ao clube,
essa foi sua inscrição."
E imr[rpg] é o caralho!
Nessas horas que queria estar com alguém comigo. Mas não, ninguém liga pro bobão e chato do Luciano. Essa é a sina de quem só tem amigos bons que moram longe. Bate aquele frio aqui dentro, o coração bate devagar, deprimido, com medo de bater, com medo de que alguém importante apareça e o veja fraco, quebrado. E então tudo muda, as palavras, o ânimo, o humor, o próprio quarto, bairro, mundo.

E a festa de ontem? Foi legal, principalmente ficar arranjando alguém pro Pedro. O nosso amigo elefante chamado Turinga também fez seu papel, dançando igual a uma lontra. Eu, como sempre, com as mãos no bolso, zoando a música e discutindo sobre algo meio maluco, como algo sobre religião ou física. E, como não podia faltar, a tradição de jogar o Luquinhas na piscina.

"I see you so-oo-oon."
quarta-feira, março 10, 2004
Vou fazer mais estorinhas, sim?
Enquanto isso, vai pro O Pouco.
"Galopeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeira!"